Yoga não é religião


1 min de leitura
31 Aug
31Aug


YOGA NÃO É RELIGIÃO

Muitas pessoas acham que o Yoga é uma religião. Essa ideia é mais comum do que parece e isso tem um motivo, na verdade vários motivos. Yoga é uma prática que desde o início tem uma forte relação com o hinduísmo, sendo praticada até hoje por seguidores dessa linha. Assim como existem vários tipos de Yoga existem também vários seguimentos do hinduísmo e nem sempre eles caminham juntos, mas ainda assim existe uma forte relação. 

Além disso existe dentro do Yoga referências a deidades indianas e linhas de yoga totalmente voltadas para a espiritualidade. Tradicionalmente o Yoga é concebido como um caminho espiritual no sentido de ser um processo de autoconhecimento que visa a expansão da consciência até seu limite máximo, o que segundo a tradição é o alcance de um elevado estado de consciência que leva necessariamente a um contato espiritual profundo. 

No entanto espiritualidade e religião não estão necessariamente associadas, ou seja: você pode trilhar um caminho espiritual sem pertencer a qualquer religião e o Yoga te permite isso. O contato espiritual está mais ligado a uma sensação e uma conexão com o que é sagrado para você do que com um dogma religioso. Há muitas pessoas religiosas que não são espiritualizadas e muitas pessoas espiritualizadas que não são religiosas. Um ateu pode ter mais contato com o sagrado do que um fiel, pois não é o fato de frequentar uma religião que determina o contato com o divino e sim como a pessoa abriga o sagrado dentro de si. 

Por isso Maat compara o peso do coração do falecido com o de uma pluma para saber se aquele merece adentrar o céu, talvez seja por isso também que Jesus disse que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus, enfim… muitas são as referências à pureza de um ser que traz o sagrado dentro de si e talvez seja por isso que o Yoga está mais interessado em nos ajudar a atingir essa pureza do que nos fazer defender um dogma.

Um forte abraço!

Namastê!

Rodrigo Figueira


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.